quarta-feira, maio 24, 2017

romaria Santa Madalena. Rosmaninhal


temos que saber aprofundar esse sentido sócio-antropologico das festividades. entender que ao invés de um único sentido que lhes querem atribuir (unidimensional), existem muitas outras interpretações. aqui reside toda a riqueza patrimonial do fenómeno das festas, nas tensões, nas contradições, nos ocultamentos...
(svemirska)


tudo flui, nada fica estagnado

heraclito

terça-feira, maio 23, 2017


um projecto artístico fabuloso...

segunda-feira, maio 22, 2017

domingo, maio 21, 2017

quinta-feira, maio 18, 2017


na orla do bosque. na voraz aventura dos silêncios. 
imaginado palavras aladas. como amo cada vez mais os abandonos...

quarta-feira, maio 17, 2017

bate contra a minha cara esta chuva de maio. potência cósmica nas minhas linhas interiores. um som de um sino ouve-se entre as pedras. o metal funde-se no silêncio. uma luz clara irrompe entre os espinhos. aumenta a intensidade da chuva contra a minha cara. caminho com esta agua sonora. as mãos vão abertas. escancaradas no meio desta agua que corre. bate. agua-potência-cósmica. que me trespassa. ao fundo uma névoa circunda os verdes rejuvenescidos como um fogo lento purificador em torno das copas claras das árvores. mais perto tudo escurece. recordações de infância de entardeceres-paraíso. o caminho continua a bater na água que me bate na cara como se fosse uma chuva de maio.