quinta-feira, maio 31, 2012

O GRITO...

(foto El Pais)


que tenhamos esperanças nesse dia radiante em que todo este infeliz mundo escravo do deus dinheiro que tanto agrada aos que transpiram ódio por todos os poros do corpo enfeitado e/ou enfeitiçado de armas e repressão,  tenha o seu mais desejado fim. talvez mesmo tenhamos que esperar pela segunda vinda de Jesus Cristo para se ouvir o definitivo grito: "Vim para que todos tenham vida em plenitude"...

PALAVRAS RESPIRADAS

(Leif Podhajsky)

os preconceitos são a razão dos tolos

*voltaire

quarta-feira, maio 30, 2012

terça-feira, maio 29, 2012

segunda-feira, maio 28, 2012

DESORDENS...

(mothica)

quando te multiplicas na desordem...

domingo, maio 27, 2012

LUMINISCÊNCIAS...



há frases que pela sua radiação e originalidade nem sequer se colhem ao atrevimento de serem pronunciadas. ficam no interior das pálpebras a vibrar inocências verdes. outras, pelo atrevimento desmedido dos únicos heróis que mesmo sem cabeça ainda teimam mil vezes em levantar-se e gritar. haverá alguma coisa mais forte e faiscante que isto?

quinta-feira, maio 24, 2012

ABSOLUTAMENTE VIVO...


uma autêntica manifestação de vida pura. uma lição contra todos esses cultos de individualidade que tocam musica para plateias divinas. aqui estão os sais e as essências daquilo que resta do verdadeiro espectáculo. se artaud fosse vivo estaria aqui com a lingua de fora...

ROMÂNICO...

zamora románica. igreja paroquial de santa marta de tera. 2012


um dos templos mais antigos (Séc. XI) e interessantes do românico espanhol...



quarta-feira, maio 23, 2012

terça-feira, maio 22, 2012

AMMAIA, UM MISTÉRIO COM DOIS MIL ANOS

USOS DO PATRIMÓNIO

ainsa, espanha. 2012

ora aqui está um excelente exemplo de quanto e como os valores patrimoniais podem ter um extraordinário uso prático e evidente. com a sua localização nos pirinéus aragoneses (espanha), a vila de ainsa é a capital da comarca de sobrarbe, sede do geoparque de sobrarbe. uma vila exuberante e repleta de história, pois toda a sua zona antiga está classificada (1965) como "conjunto histórico-artistico" (sec. XI-XVII). perante tamanhas classificações, vejam-se quais as notáveis escolhas para a localização do posto de turismo da vila, ou seja, na antiga muralha que circunda o velho castelo. e não só, porque num ângulo oposto, no interior da mesma muralha, fica também situada a sede do geoparque. 

domingo, maio 20, 2012

SUSSURROS...

fonte dos ferreiros, monsanto. 2012


em torno das águas e dos seus segredos...

sábado, maio 19, 2012

BIBLIOGRAFIAS...

a histórica vila de idanha-a-nova, ficou mais rica com esta contribuição do Sr. João Cordeiro, que contou com o total apoio do municipio de idanha-a-nova. trata-se de um livro de história local escrito com "os olhos do coração", tal como o autor escreveu. também é uma clara e notável demonstração que é sempre possivel o retomar  de temas e objectos que à partida e num jogo de ilusões parecem parecem estar totalmente decifrados e/ou esgotados. é urgente e decidamente necessário a persistência, os vários olhares, a diversidade  de perspectivas. pois o contrário apenas justificaria em escala ampliada a monotonia e a apatia deste nosso tão vasto mundo (pequeno e grande) que nos rodeia...

MUSEU DO CÔA

perspectivas...

AINDA UM LAGAR EM MEDELIM, PROMENOR...


*uma nota: quando refiro que este poderia ser um ambicioso projecto para esta aldeia, não quero com isto dizer que tenha que se esgotar nela mesma. também não seria desejado que fosse mais um museu-lagar a preencher o mapa dos "mil-um-museus-lagares" do país, que asfixiam sem ideias e sem qualquer projecto. 

quinta-feira, maio 17, 2012

PATRIMÓNIOS RURAIS - UM LAGAR EM MEDELIM

lagar de azeite (1918), medelim (idanha-a-nova).

numa explicação generica e simplista podemos definir o fenomeno da "patrimonialização" de bens ou de saberes como uma via de outorgar-lhes sentido. dizer por outras palavras que têm valor colectivo. porém,  por via da realidade, estamos sempre a problematizar estas nublosas noções que pouco ou nada têm de evidente. ora vejamos, este velho lagar datado de 1918, de cariz particular,  intimamente relacionado com as economias locais, com as memórias colectivas, com a história local,  encontra-se à venda, será que não poderia ser um ambicioso projecto para esta aldeia? penso que uma das discussões mais frescas sobre o tema das "patrimonializações" está precisamente nos seus usos práticos: para que servem? e quem servem?

segunda-feira, maio 14, 2012

REENCANTAMENTO DOS MUSEUS ETNOGRÁFICOS


à exausta ideia dos museus etnográficos locais e das colecções que lhe estão na genese da ideia está quase sempre e tão somente essa visão localista e parcial dos objectos. os ganhos seriam multiplicados se o enfoque ampliasse esse olhar até ao deslumbre da mestria e da genialidade, das estéticas populares e das linguagens que estão associadas aos respectivos objectos...
(andy gilmore)

o silêncio
é uma mão cheia de água que queima
o cansaço

*daniel faria, poesia.

domingo, maio 13, 2012

VITAM AETERNAM

cemitério de monsanto. 2012

RELIGIÃO-PROPAGANDA...


(boston.com)

 Halime Moussa, 3, receives treatment via a nasal feeding tube. His hands are bandaged to prevent him from removing the tube. He is being treated at the therapeutic nutrition ward of the town's hospital. His mother, Kaltouma Abakar, travelled 70km to reach the center, in Mao, capital of the Kanem region of Chad. (Ben Curtis/Associated Press) #He is being treated at the therapeutic nutrition ward of the town's hospital. His mother, Kaltouma Abakar, travelled 70km to reach the center, in Mao, capital of the Kanem region of Chad. (Ben Curtis-asso/press)ia

***

porque raio este senhor (assim como a instituição que representa) que se diz representante máximo de Deus na Terra necessita de propaganda ???

UNIVERSAL...

(lanciatrendvisions)

todo o prolegómeno ao reencantamento do mundo passa por esta revolução copérnica: acabar com essa religião da economia que faz do capital o seu Deus e dos homens vulgares fiéis por medida aptos para todos os trabalhos ingratos.

*m. onfray, a politica do rebelde.


NO SORRISO LOUCO DAS MÃES...

( Erwan Frotin)

à minha mãe que amava a beleza das coisas simples...
à minha estrelinha (futura mãe) que ama as coisas simples...

no sorriso louco das mães batem as leves
gotas de chuva. nas amadas caras loucas batem e batem
os dedos amarelos das candeias.
que balouçam. que são puras.

h. helder, ou o poema continuo, p. 7.

sábado, maio 12, 2012

ILUMINEMOS TODAS AS ESCURIDÕES

(andy gilmore)

uma mentira avança com o dobro da velocidade percorrendo o mundo inteiro
enquanto uma verdade fica apenas num buraco do sapato.

quinta-feira, maio 10, 2012

SUPER-LUA DE MAIO...

(boston.com)
poseidon at cape sounion, greece

quarta-feira, maio 09, 2012

UMA ALDRABA

bielsa, espanha. 2011

são estes pequenos objectos quotidianos que passam quase despercebidos que detêem essa remota capacidade de condensação de renovados olhares e sentidos

segunda-feira, maio 07, 2012

sábado, maio 05, 2012

REVISITAÇÔES E ODES AO POETA DA BEIRA

alameda soturna        a desta via
a conduzir até ao infinito
e à dor inapagável

*antónio salvado, outono,p. 93.

VÁ-LÁ...TUDO SÂO ESTILHAÇOS

MAS QUE SAGRADO??

idanha-a-nova. 2012

como nos diverte e distrai e até aborrece todos esses "sagrados-feira" que se montam e desmontam com uma articulação bricolage semi-profissional e que posteriormente nos amplia essa sensação de vazio. não obstante e para espanto, tudo o que é deveras essência e criatividade de uma gente de extraordinária mestria passa-nos permanentemente ao lado (*não a todos). daí que caminhamos em largas passadas para um sagrado cada vez mais sem sentido subjectivo. e como um dos possiveis sentidos do sagrado é o extremado e dedicado amor, deslumbrem-se em tudo com triplicado amor. assim o fizeram e viveram durante anos estas gentes (raianas) nos mais infimos embelezamentos das suas humildes casas. um aleluia às felicidades atingidas com amor extremado...

DE TODOS OS SORRISOS

E COMO ESTE É UM LUGAR SAGRADO PARA SUPER-VAGABUNDOS

em homenagem ao super.vagabundo alexander...

E SEMPRE O DESLUMBRAMENTO MÁGICO

monsanto. 2012

deambulei à chuva pela aldeia com a sensação sagrada ditada pela sede do meu coração-pintor, haviam cósmicas certezas de que iria sorrir perante tamanha multiplicação de beleza...

AINDA A VIDA DAS PEDRAS...

monsanto. 2012

os nossos olhos não chegam para preencher as idades do coração destas enigmáticas pedras. tanto pelo sentido poético como paisagistico, este lugar merece uma profunda compreensão transdisciplinar...

MONSANTO, O LUGAR ONDE AS PEDRAS TÊM MUITAS VIDAS


são tantos e tão imensos os encantamentos deste remoto lugar...

quinta-feira, maio 03, 2012

MONSANTO, DIVINA SANTA CRUZ

celebração da "divina santa cruz", monsanto, 2012.

celebrou-se hoje, mesmo debaixo de uma chuva intensa mas purificante, esta extraordinária manifestação de religiosidade popular. um cortejo que se iniciou no lugar (a lajinha) onde se prepara e embeleza de flores o denominado "pote" e que posteriormente culmina no alto do castelo com o gesto ritualizado de lançamento deste mesmo "pote" ao abismo com a frase "lá vai o pote". destaco toda a carga estética e a efemeridade deste "pote" florido (os tais patrimónios efémeros que relativizam toda a ideia e discursos  associados às lógicas de protecção de patrimónios, revelando por outro lado o dado que em todas as sociedades, para se reproduzirem, destroem), os cânticos/letras e as tocadoras de adufe e toda a simbólica das "marafonas". uma remota e vitalizante energia que ainda e também nos renova...

terça-feira, maio 01, 2012

DAS TEMPESTADES DE TRISTEZA DE VERLAINE


*partilho...

DAS MUSICALIDADES INTRÍNSECAS

(by michele angelini)

são frequentes e milionárias as infimas frases que vou escrevinhando em papeis avulsos. depois acontecem pequenas-grandes surpresas, como se vozes adormecidas as pronunciassem proféticamente no topo das geometrias mais impossiveis. e em relação aos seus supostos sentidos mais amplos com os próprios lugares-narrativa-livro de onde provêem, superam-se com magnânimidade e ganham também essa projecção imaginária de se metamorfosearem em admiráveis coisas-segredos...

ao acaso, deixo-vos esta

à claridade das estrelas distinguia a sua boca fendida por um sorriso até às orelhas
*n. kazantzaki, o bom demónio, p. 64.