quinta-feira, maio 31, 2007

quarta-feira, maio 30, 2007

terça-feira, maio 29, 2007

Seminario: sintese dos trabalhos


Abertura do seminário: Vereador da Cultura de Penamacor; Vereador da Cultura de Idanha-a-Nova; Vereador da Cultura do Fundão.

Aqui vos deixo em jeito de sintese o ocorrido no seminário:

Abertura
Os Vereadores da Cultura de Idanha-a-Nova, Penamacor e Fundão abriram a sessão dos trabalhos fazendo referência e destacando os debates em torno da importância destas temáticas: patrimónios, memória colectiva, paisagem cultural, turismo, desenvolvimento rural, aproximação de territórios, intercâmbios culturais, etc.

Moderadora: Drª Aida Rechena (directora do Museu Francisco Tavares Proença Junior)

Destaco a profissional dedicação com que moderou todo o seminário.


Dr. Alberto Martinho

"A transumância da Serra da Estrela para os campos da Idanha"

A comunicação estruturou-se em torno de quatro grandes pontos:

-Origens
-Trajectos
-Invernada
-Regresso

Drª Elisa Pinheiro (Museu dos Lanifícios da Covilhã)

"Cultura pastoril e museologia na Beira Interior"

Aqui foram equacionadas algumas problemáticas relacionadas com as valências e as intervenções do museu dos lanifícios em torno de um território que se estende muito para além da fronteira raiana.

Mestre Pedro Salvado (Câmara Municipal do Fundão)

"Paisagens pastoris no Concelho do Fundão: a recriação da memória"

O mestre Pedro Salvado proporcionou-nos uma das mais fascinantes viagens através das multiplas construções sociais de um território pastoril; destacando uma arqueologia da memória pastoril.

Museu da Transumância de Guadalaviar (Espanha)

Devido a impedimento institucional, os representantes deste museu não puderam estar presentes. Coube ao Centro Cultural Raiano (Eddy) a apresentação deste museu. Com base numa viagem efectuada a este museu, foram apresentadas algumas imagens acerca deste espaço museológico.

Eddy Chambino (Centro Cultural Raiano)

"Cangalhadas de pastor: do objecto sem sentido ao sentido do objecto"

O ponto de partida e/ou chegada desta comunicação foi um conjunto de objectos relacionados com a actividade da pastorícia que foram recolhidos sem qualquer enquadramento metodológico. Servindo deste modo para a problematização do sentido dos objectos nas sociedades humanas. Evidenciando-se os processos simbólicos dos objectos e seus elos de ligação com a experiência quotidiana dos grupos sociais.

ALMOÇO

Dr. Paulo Longo (Centro Cultural Raiano)

"A rede museológica d'Idanha"

Nesta comunicação fez-se um enquadramento interessante em torno da rede museológica em constituição no concelho de Idanha-a-Nova. Destacando-se o projecto do museu da pastorícia na aldeia do Rosmaninhal.

Dr. Flores del Manzano (Placência)

"La Trashumancia, modeladora de la historia y la cultura popular en el territorio extremeño"

O Prof. Flores Manzano destacou a importancia da formação do passado histórico e a identidade cultural de Espanha, a Comunidade da Extremadura em particular, na actividade ganadeira e o sistema transumante. Fez uma breve descrição da actividade transumante; a dureza do oficío pastoril, entre outros aspectos significativos da vida nas "Cañadas Reales";
Referiu ainda uma transumancia viva, pujante, em certas partes do território espanhol.

Drª Sónia Guerra (Mestranda do ISCTE)

"Arquivo digital de história oral: ferramentas essênciais para a sua constituição"

Nesta comunicação foi evidenciado a importância dos arquivos digitais de história oral nas sociedades actuais; como se fazem e como se organizam. Mostrou-se assim todo um mundo novo por descobrir e explorar que, em muitos casos, os projectos museológicos negligenciam.

Dr. David Morais

"A transumância dos gados serranos no alentejo"

Fez-se uma grande viagem através da transumância dos gados serranos no Alentejo. Tal como o Professor anunciou "apertem os cintos por que vamos viajar"; de facto, foi uma viagem alucinante pelos inúmeros documentos históricos, pelo longo trabalho de campo que o Professor foi efectuando ao longo de cerca de 10 anos, junto de pastores locais, caminhos, ruinas, etc.

Escola Superior Agrária de Castelo Branco

Destacou-se aqui, através de dois Engenheiros da instituição, todo um trabalho relacionado com a implementação e manutenção de raças de ovinos e caprinos autóctones.

A finalizar, efectuou-se uma mesa redonda com o fotógrafo profissional Valter Vinagre e o investigador local Mário Chambino, onde se destacaram os diversos olhares sobre a contemporaneidade das paisagens pastoris.

O fecho dos trabalhos ficou encarregue do presidente da Junta do Rosmaninhal, António Manuel Almeida.

BEM HAJAM A TODOS! (a sua palavra mágica)

Visita Tematica: pastores e transumancia



O pastor e o seu labor quotidiano. Assim iniciamos esta fantástica viagem nómada através das paisagens pastoris do Rosmaninhal.

segunda-feira, maio 28, 2007

terça-feira, maio 08, 2007

Seminário internacional sobre cultura pastoril



A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, através do Centro Cultural Raiano organiza na aldeia do Rosmaninhal este brilhante seminário internacional sobre cultura pastoril. Aqui vos deixo o rascunho do programa (passivel de sofrer alterações) :

Dia 26 de Maio de 2007

Manhã

"A patrimonialização da cultura pastoril: museus e identidades"

Convidados


-Museu dos Lanifícios (Covilhã)
-Museo de la Trashumancia de Guadalaviar (Espanha)
-Centro Cultural Raiano
-Câmara Municipal do Fundão
-Drª Sónia Guerra (ISCTE, Mestranda em Ciências da Informação e Bibliotecas Digitais)

Tarde

"Transumância: história, memória e tradição"

Convidados

-Prof. Dr. Flores del Manzano (Antropólogo,Placencia-Espanha)
-Prof. Dr. Alberto Martinho (Sociólogo,Manteigas-Serra da Estrela)
-Prof. Dr. David Morais (Médico e Investigador-Évora)

Mesa Redonda

-Antigos pastores locais e Transumantes (Memórias pastoris)
-Presidente da Junta de Fernão Joanes (A dimensão festiva da cultura pastoril, o caso da festa da transumancia da aldeia de Fernão Joanes)
- Câmara Municipal do Fundão (O caso da festa da transumancia de Alpedrinha)

"Ser pastor hoje: a escola de pastores e pastoras de Fortanete (Espanha)

Debate: "Diferentes olhares sobre a contemporaneidade dos territórios"

-Valter Vinagre (Fotografo)
-Mário Chambino(Investigador local)


Final do seminário: "Musica tradicional pastoril-Ti Inês (pastora local).


21.00 - Centro Cultural Raiano (Idanha-a-Nova)- Exibição do documentários "AInda há pastores" de Jorge Pelicano.




Dia 27 de Maio

Visita temática: "Pastores e transumância"

Manhã

-Saída acompanhada de um rebanho e seu respectivo pastor e cães.
-Demonstração do pastor e seus cães: "A arte da condução do rebanho"
-Percurso pedestre pelas paisagens pastoris (12 Km)

Almoço pastoril

Workshop´s

"O saber-fazer dos pastores"

O som e o sentido: preparação de um chocalho

A arte pastoril: os artesãos hoje

Os abrigos pastoris

Arraial pastoril

Mais informações: Centro Cultural Raiano - telef. 277 202 900/ Fax 277 202 944
ccraiano@iol.pt

segunda-feira, maio 07, 2007

Uma iniciação mistérica



"No se trata de una obra más sobre Pompeya. El libro de Linda Fierz-David abunda en análisis mitológicos y en el intento de interpretar los frescos de la villa de los Misterios, una casa de iniciación para mujeres en los ritos secretos de Baco y Ariadna." (Suplemento Babelia-El País)

domingo, maio 06, 2007

A MAE




"No sorriso louco das mães batem as leves
gotas de chuva. Nas amadas
caras loucas batem e batem
os dedos amarelos das candeias.
Que balouçam. Que são puras.
Gotas e candeias puras. E as mães
aproximam-se soprando os dedos frios.
Seu corpo move-se
pelo meio dos ossos filiais, pelos tendões
e orgãos mergulhados,
a as calmas mães intrínsecas sentam-se
nas cabeças filiais.
Sentam-se, e estão ali num silêncio demorado e apressado,
vendo tudo,
e queimando as imagens, alimentando as imagens
enquanto o amor é cada vez mais forte.
E bate-lhes nas caras, o amor leve.
O amor feroz.
E as mães são cada vez mais belas.
Pensam os filhos que elas levitam.
(...)

Herberto Helder, O poema contínuo.

Parque Cultural de Maestrazgo



Parque geológico de Aliaga (Aragão-Espanha)

Deslumbrante!

sexta-feira, maio 04, 2007

O objecto-documento



Caneca de lata, pertencente ao Bodo de N. Senhora da Consolação de Salvaterra do Extremo.

Eis um objecto-documento, únicamente utilizado no momento festivo do Bodo (segunda-feira depois do Domingo de Páscoa). Segundo um informante local, o objecto foi mandado fazer a um latoeiro local.

À cerca da origem do Bodo:

"Por volta de 1870, os ubérrimos campos de Salvaterra foram invadidos por grande praga de gafanhotos (...) a praga indina não só roia o grão dos trigais como devorava as próprias folhas e rebentos das plantas. Maldição, diziam uns, castigo do céu lhe chamavam outros. Vá de prometer festa rija à Senhora da Consolação sempre tão solicita e bondosa, e procissão de penitência e bodo anual para ser servido a toda a pobreza e a quem mais o quisesse. Tudo sairia das ofertas de trigo, azeite, vinho e demais géneros que a terra livre da praga voltaria a dar com fartura".

BARGÃO (1945) "Monografia de Salvaterra do Extremo".

quinta-feira, maio 03, 2007

O fascínio dos objectos



(Museu de arqueologia e etnologia da universidade de S. Paulo)

Diadema KAXINÁWA (Pano) R.G. 7027

Localização - Rio Curanja, afluente do Rio Purus.
Coroa radial usada em cerimonial, confecção e uso masculino.
Material empregado - suporte de cipó flexível, taquara, fibra vegetal, tecido onde fixam penas retrizes do japú, plumas do mutum, araracanga e arara canindé.
Diâmetro máximo - 210mm.
Coletor - Harald Schultz, 1951.