sexta-feira, julho 31, 2015

quinta-feira, julho 30, 2015

OH CINDI...

*

Tornar o simples complicado é comum; tornando o complicado simples, impressionantemente simples, isso é criatividade

*Charlie Mingus



segunda-feira, julho 27, 2015

AS COISAS PODEM SER COMO OS VERSOS...

Salvaterra do Extremo, 2015.


atormentado de todas as maneiras, dei hoje comigo a sossegar a alma neste recanto da pátria, que até no nome é bonito. Cada vez amo mais o Portugal velho, já quase perdido, de ruas aconchegadas, largos domingueiros, pelourinhos severos e torres cristãs, fiel à primitiva decência. sinto-me nele seguro, idêntico, natural e, sobretudo, fortalecido no meu afã de poeta. As coisas podem ser, como os versos, desafios ao tempo. Basta que estejam certas no espaço e na História.

Salvaterra do Extremo, 14 de Fevereiro de 1979, Miguel Torga 

*


IMAGEM TELEVISIONADA


domingo, julho 26, 2015

PELAS ESTATISCAS...MUITO PREOCUPANTE....


TRANFIGURAÇÂO POÉTICA, ESPIRITO PUNK, ESPIRITO ANARKA. COMO É QUE PODEMOS DIZER ADEUS....


Hitler e a sua quadrilha de ratos decidiu tomar uma pastilha de cianeto no lugar de enfrentar de frente, como qualquer verdadeiro herói, o inimigo. como ratos cobardes, assim morreram, no buraco. o que significa tantas e tantas mortes heróicas, de verdadeiros guerreiros pelas suas nações, se estes multiplicados "ratos" são a causa e a razão da verdadeira luta? o que significa perante estes cobardes, cem urnas com cem heróis debaixo de uma bandeira nacional?






*


imagina um paraiso na
noite
faltaria algum membro?

*jim morrison, ultimos escritos. p. 55


*

as minhas palavras selvagens
resvalam para a fusão
& arriscam-se a perder
terra firme

*jim morrison, abismos (escritos inéditos). p. 99

MUSICA XAMÂNICA...

sexta-feira, julho 24, 2015

BIBLIOGRAFIAS

este livro do Prof. António Romeiro, meu antigo professor de História (12º ano), doutorado em Sociologia pela UNL-FCSH, é deveras uma autêntica preciosidade para a decifração da História cultural e social do Ladoeiro.

PEQUENOS MONUMENTOS


a esta figura enigmática chamam-lhe em Cidadelhe "o cidadão". trata-se de uma espécie de guardião da aldeia...

quarta-feira, julho 22, 2015

*

todos os seres humanos desejam por natureza saber


*Aristóteles

terça-feira, julho 21, 2015

O ESPLENDOR DA SIMPLICIDADE

Ermida de Stª Catarina. S. M. de Acha. 2014

esta profunda beleza despida de tudo o que é supérfluo, é para mim o grande elemento de especificidade dos  patrimónios populares religiosos destas terras raianas. 

sexta-feira, julho 17, 2015

FESTIVAL DA MELANCIA. LADOEIRO



esta região do Ladoeiro tem se constituído ao longo do tempo (segundo documentação histórica, desde meados do sec. XVIII) como um verdadeiro"terroir" de melancias e melões (como nota seria interessante e útil que se destacasse também o melão). é desde logo, um lugar histórico com características únicas (organolépticas e afins), ligadas a estes frutos de verão. mas também um importante espaço de memórias (agricultores, vendedores ambulantes, etc). daí a celebração e a degustação no próprio espaço social da aldeia ganhar toda a notoriedade.

quarta-feira, julho 15, 2015

BIBLIOGRAFIAS


este último trabalho da Drª Adelaide Salvado é importantíssimo para o entendimento de uma festividade e de uma comunidade que teima em continuar a festa, com as suas quebras e recomeços no tempo. à semelhança de múltiplos casos por todo o interior de Portugal, estas festividades de cariz popular, inteiramente entregues às lógicas locais de dádivas e contra-dádivas, com memórias espaciais e colectivas, fundamentando-se quase exclusivamente por uma ordem local, onde as casas, as famílias, as ruas davam significados próprios às praticas festivas  (materializados em solidariedades diversas), estão em muitos casos a ser reinventadas. penso que é precisamente nestes encaixes, nestas formas particulares de olhar o mundo que as sociedades rurais conseguiram organizar um calendário festivo com características e diferenças notáveis, ajudando por esta via a construir um país com as suas riquezas patrimoniais. 


terça-feira, julho 14, 2015

*

o que sabemos é uma gota de água; o que ignoramos é um oceano

*isaac newton

COSMOGONIAS


eddy chambino. papel reciclado. tintas (óleo, acrílica). 2015 

segunda-feira, julho 13, 2015

FILHOSES DE MONFORTINHO


foi na sexta-feira mais uma iniciativa da comissão de festas do Bodo de Monfortinho (Idanha-a-Nova) no sentido de angariação de fundos para a festa. desta vez fizeram-se filhoses para vender. em termos estruturantes e colectivos para o verdadeiro sentido e significado da festa, estas iniciativas são notáveis, pois geram sociabilidades que conferem identidade aos territórios, sentido de proximidade e estreitamento de relações, laços de vizinhança, solidariedades, mais valias em termos patrimoniais. sem estes mecanismos as festas deixam de ter qualquer interesse.

SUBLIME

(ken rosenthal)


domingo, julho 12, 2015

THE MASTER MIND...


TO ALL FUCKING FASCISTS


A ORDEM MUNDIAL ASSASSINA...DESGRAÇA...FOME...POBREZA...FOME...GUERRA




 ouvi estes "super vagabundos-rage against machine-army antifascists"  em Caceres no Womad e fiquei completamente eléctrico....ainda soa...

....

CIA - Christians in actions - the festivals of bombs and drones to innocents...(THE ZOMBIES RETURN) 


EU VEJO MAMÍFEROS

sábado, julho 11, 2015

CADERNO DE PASTOR


na continuação desses remotos alfabetos pastoris, onde as contagens de gados ocupam um lugar central, pois ai reside precisamente a principal fonte de riqueza, com frequência se faziam entalhes em cajados, marcas, entre outras simbologias. todo um fértil campo de cultura simbólica pastoril. com a alfabetização passou-se destes elementos simbólicos para a numeração, é o caso deste singular caderno de pastor, todo um documento de extrema importância, no que diz respeito ao entendimento da gestão anual do rebanho.

quarta-feira, julho 08, 2015

VITAM AETERNAM


ITINERÁRIOS SOFREDORES. LUGARES-SACRO


PEIXE DO RIO. ACHIGÃ


eis um belo achigã pescado nas aguas da barragem de Idanha-a-Nova. foi bem regado com um fresco vinho verde branco "Castelão". como iguaria local procurem provar as migas de peixe do rio que por esta região tão bem se fazem. 

segunda-feira, julho 06, 2015

GRÉCIA

(kim)

para se encontrar a si mesmo, pense por si mesmo

Sócrates


DO INSONDÁVEL. A PRECIOSIDADE DO BRAILLE



livro em braille - "Aparição", Virgílio Ferreira
Biblioteca Municipal de C. Branco.

quarta-feira, julho 01, 2015

ITINERÁRIOS SOFREDORES. LUGARES-SACRO



onde tudo está nitidamente nu. 

SE EU QUISESSE ENLOUQUECIA...


(Gyorgy Kepes)


com este titulo de herberto helder inicio uma via poética e "sacra" pelos itinerários sofredores...