segunda-feira, fevereiro 29, 2016

DA IMENSIDÃO DAS VIAGENS

tenho a certeza que esta bicicleta cansou muitos caminhos. e dessa imensidão das viagens só ela e os seus passageiros dirão...talvez já junto da porta do tempo.

quinta-feira, fevereiro 25, 2016

ECOLOGIA...NEM DE PROPÓSITO...

                                                                      Hyla arborea, rela

nem de propósito, falava eu de ecologia e de rãs e sapos...de surpresa, no espaço do  jardim interior do CCR, eis que voa uma rela para a estrutura lateral, como quem agradece pelo destaque no que diz respeito ao seu lugar no planeta...talvez me tenha sussurrado: ainda aqui estamos para fazer frente a essas pragas...

ARTE NO CCR



quarta-feira, fevereiro 24, 2016

AMADAS JOIAS


AINDA U. ECO...ATÉ NO SEU FINAL TERRENO NOS DÁ GRANDES LIÇÕES


***

durante as cerimónias fúnebres laicas (por ser ateu), no final o seu féretro foi benzido por um crente com estas palavras:

"que Deus te bendiga sobretudo por não crente (...) Deus suporta os crentes mas prefere decididamente os ateus"


*


terça-feira, fevereiro 23, 2016

U. ECO, DESAPARECEU MAIS UM SÁBIO DESTE MUNDO

os seres humanos são animais religiosos

U. Eco

UM PRECIOSO GUIA

no sentido das boas práticas agro-ecológicas o município de Idanha-a-Nova apoiou com destacado empenho este imprescindível guia. este sentido de aprendizagens serão o futuro...

ESPECIE HUMANA, CONSPIRAÇÕES VIROLÓGICAS, POR DETRÁS DO VIRUS ZIKA

(lois hock)


recentemente circulou na net (escura) uma cópia de um exemplar da patente rockefeller (1947) do vírus zika. o que dizer: conspirações, manipulações genéticas....nada sei... curioso é o despertar quase avassalador deste vírus no Brasil onde se vão realizar os jogos olímpicos. li também que existe a possibilidade das microcefalias, problemas auditivos e visuais não estarem relacionadas com o vírus zika, mas sim com os pesticidas. verdadeiras ou não estas conspirações virológicas tendem cada vez mais a atacar a génese da vida humana, ou seja, uma pequena picada aparentemente inofensiva de um insecto, vejam o alcance que tem, em termos biológicos, sociais, políticos. enquanto ideias-tópicos recordo-me de reflexões em torno das espécies biológicas, parasitas, insectos, pragas, descontroles...

aqui também temos que equacionar os graves problemas sociais, a pobreza, a falta de exames médicos (ecografias, etc). e no final surgirá, a tão esperada vacina...lembremos que no planeta terra, antes das fumigações tecnicas,  sempre existiram alguns animais capazes de fazer esse mesmo controle de pragas de insectos,  são eles os sapos e as rãs...talvez tenhamos que regressar aos tais combates biológicos...




domingo, fevereiro 21, 2016

CAMINHOS DE REGRESSO


durante os pacientes regressos...

*

I am the lizard king
I can doing anything

*jim morrison

VISÔES E VISIONÁRIOS...


os Doors (Los Angeles, EUA) para mim estão em constante celebração. Morrison, o grande feiticeiro,visionário do futuro, um dionisius em permanente dança-transe. esta banda que se inspirou nas Portas da percepção de Aldous Huxel, gravou o seu primeiro disco "The Doors" (1967) em apenas seis alucinantes dias...um dos melhores de sempre. em termos musicais, esta banda teve músicos extraordinariamente criativos, Ray Manzarek vinha do jazz, Krieger do conservatório, um guitarrista genial, Morrison congregava a alma da banda e Densmore pulsava o ritmo quase esquizofrénico. 

sábado, fevereiro 20, 2016

*

eu sou uma floresta e uma noite de escuras árvores: mas quem não tem medo de minha escuridão, vai encontrar os bancos cheios de rosas sob os meus ciprestes.

*f. nietzsche

quinta-feira, fevereiro 18, 2016

terça-feira, fevereiro 16, 2016

VISÕES DOS ANOS 60

queremos o mundo e exigimo-lo...já!

*the doors, when the music is over. 1967

segunda-feira, fevereiro 15, 2016

domingo, fevereiro 14, 2016

INVERNO. SEMPRE ME IMPRESSIONARAM OS SALGUEIROS NUS JUNTO DOS RIOS


ondulando   em respirações silenciosas   em eléctricas perdas 
mantendo a elegância das elegâncias
estão ali  são o mundo ou o mundo está neles desde sempre

INVERNO. AS FIGUEIRAS ESTÃO NUAS...


cintilantes e nuas...

sábado, fevereiro 13, 2016

ARQUITECTURAS POPULARES. CONFUSO...OU CONFUSÃO...

Soalheiras. 2016


na pequena aldeia das Cegonhas (Rosmaninhal) existia um notável exemplar semelhante a este forno circular, em falsa cúpula, na via pública (vou procurar nos meus arquivos o respectivo exemplar e mostrar o vazio de entendimento para esta destruição). num destes dias ao visitar esta aldeia fiquei confuso, procurei este forno para o incluirmos numas filmagens sobre estas aldeias e os seus patrimónios e nada, já não estava. foi literalmente destruído, arrasado, obliterado, anulado. posteriormente, nas Soalheiras (aldeia próxima), questionei um dos seus habitantes sobre este exemplar e de imediato me disse: este forno ninguém o irá destruir, aqui ninguém vai deixar, tem-lhe carinho, pois já está aqui há muitos anos, era dos nossos ancestrais...até já pedi que o viessem reparar...

é isso, sejam persistentes e presentes, nunca deixem arrasar a vossa história, a vossa memória, o vosso futuro...

quinta-feira, fevereiro 11, 2016

QUARESMA [QUADRAGÉSIMA]...

grupo de encomendação das almas de S. M. de Acha. 2014


entramos no período da Quaresma, tempo que marca o final do inverno, povoado de diversas intensidades ritualísticas ligadas ao ciclo do calendário cerimonial (organizado em torno da evocação da Paixão e Morte de Cristo). é durante as sexta-feiras deste período que no concelho de Idanha-a-Nova, nos mais diversos lugares,  se ouvem os cantares das almas nas frias noites beirãs. trata-se de formas tradicionais cantadas, de carácter colectivo, que evocam a necessidade e a lembrança da oração pelas almas do purgatório, assim como a evocação da condição mortal.  constituindo um traço recorrente da geografia cultural portuguesa, hoje com novas leituras e roupagens, afirmam-se nessa dimensão social, contemplativa e performativa do calendário ritual, como vozes que clamam a necessidade da espera, da preparação, da provação (Quaresma). sem estas atenções contemplativas que o calendário assinala em cada lugar (é importante que se perceba com profundidade esta dimensão dos lugares e dos seus contextos vivenciais, para se evitar cair nas versões da cópia e da reprodução dos modelos estandardizados) ficamos todos mais vazios. Tal como o filosofo Byung-Chul Han nos alerta: "a vida cultural da Humanidade (...) só é possível e só se desenvolve quando existe uma atenção profunda e contemplativa".

terça-feira, fevereiro 09, 2016

*

porque el Carnaval (nuestro Carnaval), quiérase o no, es un hijo (aunque sea hijo prodigo) del Cristianismo; mejor dicho, sin la idea de la Cuaresma (Cuadragésima), no existiria en la forma concreta en que ha existido desde fechas oscuras de la Edad Media europea.

*J. Baroja, El Carnaval, p. 31.

segunda-feira, fevereiro 08, 2016

CINEMA. PROCURO FAZER IMAGENS QUE SÂO SONHOS...

o cinema não tem fronteiras nem limites. é um fluxo constante de sonho.

*O. Wells

sexta-feira, fevereiro 05, 2016

ÁMEN...CRISTO VAI ADORAR...


ARQUITECTURAS POPULARES. EXEMPLOS

(açores.gov)

na ilha do Pico (Açores) existe uma paisagem de vinha classificada como Património da Humanidade, na base estão estas construções populares em pedra seca (muros). 

quinta-feira, fevereiro 04, 2016

MAS QUE RAIO DE IDEIA...


em Idanha-a-Nova (percurso Raposal), recentemente, onde estava um muro de pedra seca, agora temos um belo muro de betão. 

quarta-feira, fevereiro 03, 2016

ARQUITECTURAS POPULARES


os muros de pedra seca são autênticos monumentos populares. não os substituam por cimento e tijolo, pois perde-se toda uma especificidade cultural na paisagem. os próprios organismos estatais deveriam-se munir de pessoas com formação em construção de muros tradicionais. contudo, também existe espaço para pequenas empresas de (re)construção/requalificação patrimonial...

segunda-feira, fevereiro 01, 2016

*

(ivashiva)

das arcaicas técnicas místicas indianas...