sábado, outubro 31, 2009


(bibliodyssey)

entramos num periodo dominado pela impureza da morte. o morto é recordado com flores e os cemitérios tornam-se cenários de centralidade. paira no ritual da procissão ao cemitério essa visibilidade social de pertença à comunidade dos mortos, nunca desligada do mundo da comunidade dos vivos.
(jordan butcher)

halloween night...

sexta-feira, outubro 30, 2009

(yayhooray)

regresso a terra...

(yayhooray)

perscruto o misterioso jupiter..

quinta-feira, outubro 29, 2009

quarta-feira, outubro 28, 2009

(yayhooray)


com todo o perfume perscruto venus

(yayhooray)


perscruto mercúrio...

terça-feira, outubro 27, 2009

(yayhooray)




hoje perscruto saturno

segunda-feira, outubro 26, 2009

(yayhooray)



continuo a perscrutar o universo: neptuno

domingo, outubro 25, 2009

(yayhooray)

perscruto os segredos do universo...

CULTURA PASTORIL


hoje renovou-se essa simbolica passagem dos rebanhos transumantes pelo centro da cidade de madrid. trata-se de uma passagem já milenar, daí a merecida celebração. neste singular cortejo pastoril exibe-se essa ancestral ligação cultural a um território povoado de pastores.

sábado, outubro 24, 2009

ARQUITECTURAS TRADICIONAIS: PATRIMÓNIO MOAGEIRO

(segura, 2008)


arquitectonicamente estas estruturas moageiras impressionam. especificamente preparadas para a possibilidade de submersão, preenchem na paisagem junto do rio erges esse apontamento histórico que remete para um passado ligado à moagem dos cereais. muitas destas interessantes estruturas estão completamente abandonadas, urge repensar este património. pois para além de assinalarem na paisagem esse passado materializado, encerram também toda uma memória preenchida pelo que de imaterial ali se viveu: histórias de vida, lendas, saberes-fazer, economias domésticas, circuitos comerciais, etc.
(denismcnett)



haverá sempre medo...

sexta-feira, outubro 23, 2009

TELENOVELA CAIM...


hoje tive a oportunidade de confirmar o que suspeitava acerca desta "telenovela" chamada "saramago disse que Deus era má pessoa...". uma televisão anunciava um inédito debate entre um "perito" da biblia (padre carreira das neves) e saramago (o nobel que diz....). um frente a frente ao jeito dos "shows-politiquice-barata". resultado: um moderador que nem sequer leu o livro que estava no centro do debate, isto porque o que verdadeiramente interessava à dita televisão é novamente "telenovela". o que se espera de um debate quando o moderador não faz a minima ideia do âmago da discussão? sobre este livro, vou ler para depois opinar...



saturday night...let's go!!!

(butdoesitfloat)


ninguém concebeu a existência
aquele que pensa que o fez
que avance

jim morrison, abismos, p. 41.

quinta-feira, outubro 22, 2009

(magnum photos-larry towell)



questiono:

de que vale um planeta celebrar um prémio nobel da paz?
seria possivel um planeta celebrar a paz sem prémios nobel?
para que serve a paz no pacote "prémio nobel"?
sem prémio nobel o planeta não sabe o que é a paz?



(butdoesfly)


engane-se quem achar que vê a sua verdadeira imagem num espelho.
o que vê é apenas a imagem da imagem da imagem...

quarta-feira, outubro 21, 2009

BIBLIOGRAFIAS...


conheci o professor moisés como aluno nas aulas da disciplina sociologia das religiões (FCSH-UNL). os meus interesses e a minha sede de saber na altura já revelavam uma direcção: religiões, religião popular, ritos, mitos, cultos, etc. acabei por me interessar pelo "culto das alminhas em Portugal". daqui resultou uma dissertação de licenciatura em antropologia orientada pelo notável professor doutor moisés espirito santo. sobre o livro que figura na "montra": aconselho vivamente uma cuidada leitura...

TEMPOS AGNÓSTICOS

(benjamin)


"Se foi Maria Mãe de Jesus quem apareceu, podemos pôr em dúvida que ela fosse católica. Ela não recomendou um só dever ou mandamento católico, mas apenas: "Rezem o Terço" (...) Se fosse catolica aconselharia os deveres do catolicismo que são, para além dos dez mandamentos da Lei de Deus, os Sete sacramentos da igreja, os cinco mandamentos da igreja e a obdiência à hierarquia eclesiástica - fora dos quais não há salvação, diz o dogma católico"

In Moisés Espirito Santo, Os Mouros Fatimidas, pp. 22-23.




terça-feira, outubro 20, 2009

(gabrielpacheco)



parabéns estrelinha...
que o dia te seja claro e mágico...
sussurarei aquela palavra que (re)inventamos - amor

segunda-feira, outubro 19, 2009

PATRIMÓNIO MINEIRO





em aliaga (teruel-aragão-espanha), em pleno coração do parque geológico situam-se os vestigios de um passado-recente relacionado com a extracção mineira de carvão (década de 40 a 60). neste lugar existe um característico bairro mineiro e dentro do seu perímetro localiza-se esta admirável igreja de s. barbara (patrona dos mineiros). hoje transformada também no Centro de Interpretação deste património mineiro. no seu interior fui encontrar a memória das gentes ligadas à extracção mineira, tal como a do próprio lugar, ferramentas, mapas, minerais, etc. o insólito deu-se quando um dos guias fez descer uma tela a meio do espaço da referida igreja, para ai visualizarmos o filme relacionado com a vida na mina. um lugar que merecia um trabalho antropológico.
(bluEHYPer)




todo aquele que é da minha especie encontrará no seu caminho aventuras semelhantes às minhas: de modo que os seus primeiros companheiros serão cadáveres e palhaços

nietzsche, assim falou zaratustra, p. 176.

esta ciência selvagem de investigar a força
por dentro dos olhos

herberto helder, ou o poema contínuo, p. 57.

domingo, outubro 18, 2009

(angelicque)




a madrugada surge contra a janela. só os ladrares de vidro pertubram a biblia do silêncio. o meu sono é uma especie em vias de extinção.

sábado, outubro 17, 2009

"o homem é a medida de todas as coisas, das coisas que são,
enquanto são, das coisas que não são, enquanto não são"

Protágoras de Abdera (Abdera, 480 a.C. - Sicília, 410 a.C.)

sexta-feira, outubro 16, 2009


um encanto. o circo da caracolada...
(acidcow)


para descontrair...

quinta-feira, outubro 15, 2009

A SEGUNDA VIDA DO PATRIMÓNIO


numa rua de penha garcia "jaz" este insolito elemento bélico proveniente desse nostalgico lugar chamado "passado". pelos vistos, alguém o (re) utilizou e lhe deu uma nova vida. ora aqui está um exemplo claro do que é a ficção patrimonial. até poderia estar num qualquer museu, limpinho e protegido das agressões naturais ou numa qualquer ruina, mas não... e acho muito bem, se é funcional e se as pessoas o "adoptaram" como sendo um elemento estetico da memória dessa mesma rua. e porque não?

quarta-feira, outubro 14, 2009

murat pak..

admirável...
(flickrphoto)

"
"e é na morte de um poeta que se principia a ver que o mundo é eterno"

Herberto Helder, Os passos em volta, p. 151.

terça-feira, outubro 13, 2009




estrelinha
inteiramente para ti de mim
verdadeiramente...
ainda que os dias sejam séculos
os corações transformam os ecos em sangue apaixonado

terça-feira, outubro 06, 2009



tirei esta foto num daqueles dias de pressagiosas deambulações, foi há cerca de um ano. logo após a visualização, fiquei surpreendentemente assombrado, estagnado, quando nela vislumbrei mais qualquer coisa do que um simples regato de inverno encaixado num tufo de ervas. vi algo mais e continuo a ver algo mais. e tu, o que vês nesta foto?


possivel interpretação:

vislumbro os traços de um rosto, um rosto de cariz mistico. quando o observo detalhadamente e com tempo, esboça-se ainda mais estranho e imponente. trata-se sem dúvida de uma extraordinária imagem, casual ou prepositada, essa discussão verdadeiramente não me interessa, contento-me com a carga que ao admira-la me transmite e com esse momento fraccional do sentido desse mundo fantástico naquele solitário e mistico dia. o resto deixo para os supersticiosos...
(mckean)


numa rua idanhense:

"Atão vá atão"

segunda-feira, outubro 05, 2009

domingo, outubro 04, 2009


salvaguardando as devidas e complexas profundidades e distâncias históricas, culturais e ideológicas, que estes temas exigem, penso de igual modo que é urgente trazer à luz todas as outras abordagens do pensamento do subjectivo de cada ser humano sobre o cosmos, sobre Cristo, sobre a vida, sobre a morte, sobre o perdão, sobre o castigo, sobre a mente, sobre o corpo, sobre o sofrimento, sobre a tristeza, sobre a felicidade, etc, etc. é certo, somos um produto do nosso tempo. muito poucos transcendem esta dimensão. aos que o atingem chamam-lhes loucos, alienados, doentes da psique, etc. afinal, quem foi Cristo? a quem falou? quem procurou? a quem se dirigia? quem o acompanhou? onde dormiu e comeu? onde festejou? onde chorou? onde orou? por quem se sacrificou? muitos "funcionários de Deus" deste século continuam a perceber tudo ao contrário, ou seja, comem com quem lhes dá prestigio; escolhem únicamente por interesses; não procuram, esperam que os procurem, para se sentirem bajulados; falam a quem lhes interessa falar e ignoram o que não deviam ignorar; julgam-se detentores do perdão humano e escolhem condenar, condenar; imiscuem-se nos jogos politico-partidários e afastam-se dos antros da pobreza e do sofrimento humano; passeiam-se em carros luxuosos e vestem-se como reis; escolhem mesas fartas e recebem luxuosas oferendas; para os ricos e poderosos têm sorrisos e perdões magnânimos, missas reais, espectáculo e mais espectáculo e para os desgraçados, doentes, famintos e desempregados, nem uma palavra, ou melhor, muitas palavras apenas...

(nota: também existem aqueles que conhecem verdeiramente o seu "mestre" e o seguem sem nada ter e sem nada pretender. mas destes não reza a história).

do evangelho:

"vinde a Mim todos os que andais afadigados e oprimidos e Eu vos aliviarei" (Mt. 11, 28)


cemitérios

"vitam aeternam"



(wikipedia)


william-Adolphe Bouguereau
1825-1905

"the first mourning"

sábado, outubro 03, 2009

(fonte: El Pais)

eis a réplica do hominideo mais ancestral...

Ardipithecus ramidus

ARDIPITHECUS RAMIDUS. O ELO MAIS ANCESTRAL



uma nova especie para baralhar a já tão confusa "árvore da evolução humana"...a cada descoberta tudo se altera...esta especie é a mais antiga do ramo humano e foi encontrada na etiópia. viveu na região de afar há 4,4 milhões de anos. um extraordinário achado...

BIBLIOGRAFIAS...



vou ler...

sexta-feira, outubro 02, 2009

CULTURA PASTORIL


mais uma actividade da dinâmica equipa do núcleo museológico do salgueiro (fundão), as extraordinárias histórias de vida dos pastores locais em destaque.

MEMÓRIAS DO NEVÃO


Idanha-a-Nova, 1983.


uma memória do grande nevão de 1983 no concelho de idanha-a-nova. recordo-me de ter tirado esta foto com uma remota kodack. neste dia de euforias não houve aulas. foi um dia memorável. penso que são estes fragmentos de acontecimentos singulares que ajudam a construir a verdadeira memória de uma comunidade e um lugar.

quinta-feira, outubro 01, 2009

HEMEROTECA: TEMPOS PATRIMONIAIS




achei interessante este texto publicado em 1979 no jornal local "Raiano" sobre as tão reiteradas preocupações com as emergentes salvaguardas patrimoniais. O texto começa com um alerta: "Talvez até hoje ainda nada se tivesse escrito acerca deste assunto". Depois quase como um lamento adianta "Todos sabemos muito bem que o Rosmaninhal não possui grandes monumentos". desta frase retira-se ainda a fragilidade do que era ou não considerado património, ou seja, a panoplia dos ditos patrimónios "menores" hoje legitimamente valorizados contrasta de imediato com esta atenção colocada em demasia nos monumentos de cariz religioso.

Mais à frente refere alguns maus exemplos referentes à sua salvaguarda:

- A capela de S. Roque construida no sé. XVI: "(...) manteve um altar de talha dourada até que alguém se lembrou de o retirar e em sua substituição construir um monstruoso altar em cimento que destoa horrivelmente com o restante contexto. Há também pouco tempo por motivos desconhecidos, alguém (...) partiu o rico exemplar de Cristo crucificado que encima o maravilhoso cruzeiro da capela".

- A capela da Misericórdia: "após a sua reconstrução ficou totalmente desfigurada pois o muro em cimento que ostenta o telhadofica totalmente fora do contexto do edificio.

- A capela do Espirito Santo: "(...)o seu cruzeiro está em muito mau estado"

- Outra barbaridade irremediável foi cometida contra o portal antigo do antigo cemitério (...) embora este antigo portal não tenha grande importância, sustentava por baixo de uma cruz em granito a data da construção do antigo cemitério".

- (...) o desaparecimento da rica talha dourada da igreja matriz, o abandono da capela de S. António com o consequente desaparecimento de muitas outras peças de grande valor histórico que certamente alguém se encarregou de desviar".


concluindo, dirige um extraordinário apelo aos "jovens e responsáveis mais directos da nossa terra para que no futuro saibamos respeitar melhor aquilo que os nossos antepassados com muito sacrificio, orgulho e respeito nos legaram".

assina este admirável documento "M.L.C".

p.s em alguns casos, nomeadamente o dos misteriosos e enigmáticos desaparecimentos patrimoniais, parece que o respectivo já têm lustrosas e compridas "barbas"...







nesta pasta torpe escondem-se impetuosos seres verdadeiramente terrificos. desde contos negros a poemas a fervilhar de trevas. algum destes dias sem luz sairão para uma qualquer página limpa e imaculada. e depois...