segunda-feira, novembro 30, 2015

AO PASSAR DA HORA...

(perfectpatheticpicture)


estou debaixo daquela arvore escura e intensa...respiro-me. respiro-me 

sábado, novembro 28, 2015

segunda-feira, novembro 23, 2015

MESQUITA DE CORDOBA

(españaenfotos)

hoje num programa da TVE2 onde se falou da grandiosa Mesquita de Cordoba transformada pela Igreja Católica em Catedral de Cordoba, lembrei-me do imenso património judaico anulado ou adulterado sob os mesmos princípios ideológicos. e que hoje em muitos lugares  da península ibérica é activado em moldes meramente folclóricos. este monumento representa por si mesmo a história possível e magnifica da convivência entre as três religiões do livro (islão, judaísmo, cristianismo), é em termos de lucidez histórica e civilizacional um dos únicos monumentos no mundo que nos fazem verdadeiramente repensar o problema das sociedades multiculturais.   custa tanto e cada vez mais celebrar a existência ecuménica nesta velha Europa cada vez mais intolerante...aliás, este mesmo  gérmen de pensamento forja toneladas de raiva contra o "outro". citando Gandhi "as religiões são caminhos diferentes convergindo para o mesmo ponto. que importância faz se seguimos por caminhos diferentes, desde que alcancemos o mesmo objectivo

domingo, novembro 22, 2015

IDANHA-A-NOVA. COLECTAS DE OUTONO


embora a chuva não tenha ajudado muito, pelo menos em termos de cogumelos, ainda assim temos saboreado o que a terra tem para oferecer.

*

(michelangelo pistoletto. venus of the rags. 1967)



*

(karl blossfeldt)





se calhar seria muito pedir às pedras
e aqui estou ancorado às raízes        à espera


(e.dd.y cha.m.bino)

terça-feira, novembro 17, 2015

segunda-feira, novembro 16, 2015

DIAS OUTONAIS EM IDANHA-A-NOVA

estas são as nossas deambulações favoritas na imersão das cores, com a luz de outono nas pedras, sem trajetos definidos, embalados pelos sons envolventes da natureza, em recolectas da época (espargos e cogumelos). de descoberta em descoberta das pequenas coisas...

BIBLIOGRAFIAS...


pão, vinho e azeite (acrescentaria os gados)
esta é a base que teremos sempre que (re)pensar em relação aos territórios históricos do mediterrâneo (onde nos inserimos) e suas supostas propostas de valorização e salvaguarda patrimonial (dieta mediterrânea).

domingo, novembro 15, 2015

MULTIPLICAR ATÉ À ESSÊNCIA...


MULTIPLICAR ATÉ À ESSÊNCIA...


TERRORISMO. PARIS


de todas as palavras possíveis em todos os alfabetos (árabe inclusivé) nenhuma serve para descrever ou caracterizar o que aconteceu ontem em Paris. um ataque destes no coração da civilização europeia (ocidente) ganha contornos drásticos e demasiado profundos. sabemos que a democracia está cada vez mais moribunda (fruto de conjunturas que os próprios governantes ocidentais têm contribuído com a sua dose de culpa). o que estes "outros" selvagens (não o islão que é absolutamente uma doutrina de paz e serenidade), os do sangue fresco, apenas e tão só terroristas, com indices de animalidade exacerbados vieram reconfigurar no mundo ocidental, foi precisamente o que nestas sociedades de "destruição massiva" há muito pretendem, aniquilar de vez o pensamento critico e livre, aniquilar de vez o absoluto valor das democracias ocidentais, ou seja, envenenar de vez um mundo que se tem encontrado e multiplicado em comunidades possiveis de paz...

por outro lado, temos que reflectir muito seriamente nos milhares de euros gastos na segurança dos Estados-Nação soberanos, pois se foi possível repetir este acto com a maior das naturalidades, no centro de Paris, imaginemos à escala das periferias europeias. penso que é um tremendo fracasso das policias europeias (francesas principalmente), dos discursos demagógicos que tem o bastião da sociedade de informação por pilar, extravasando discursos meramente de promoção ideológica. o que se faz perante a realidade deste buraco da história, como se sentem estes milhares de soldados de um pais quando isto acontece, quando no seu coração intimo deixam morrer uma centena de pessoas inocentes? a resposta é só uma..fracasso total...fracasso fruto de políticas mediáticas...e agora como se vão repensar as lógicas de entre ajuda  perante os "refugiados sírios", como se vão rever os cidadãos perante a crescente militarização da vida social? talvez os terroristas muçulmanos  tenham conseguido impor a essência da sua verdadeira religião, o medo no ocidente...o diabólico medo, pois nunca mais teremos jardins sem armas....

sexta-feira, novembro 13, 2015

NO LAGAR...

o moinho, com duas galgas já inoperativo. hoje a azeitona já é moída em moinho eléctrico. 

quarta-feira, novembro 11, 2015

NO LAGAR, A PENSAR NO MEDITERRÂNEO


a sazonalidade ligada ao ciclo da azeitona é absolutamente central nos territórios raianos (símbolo do mediterrâneo) e a qualquer pensamento/acção em torno da (re)visitação dos campos. as pessoas tornam a frequentar os campos, o frenesim reactiva-se em torno dos espaços tecnológicos da transformação de azeitonas (lagares). penso que esta dimensão social e econômica está muito próxima das vindimas (em territórios vinícolas). em termos de equipamentos tecnológicos ligados directamente aos campos e à sua dimensão social e económica, os lagares neste momento fecham talvez um enorme ciclo industrial...

terça-feira, novembro 10, 2015

*


NA TIPOGRAFIA...


estas artes gráficas são absolutamente estruturais para uma sociedade que de forma veloz se precipita nos mundos digitais informatizados. porque são espaços de grafismos manuais, com ferramentas, instrumentos e saberes impregnados pelo humano. as máquinas aqui funcionam numa dimensão sonora parametizada, onde o humano (tipografo) lhe impõe o seu corpo, com os seus jeitos (gestos), assim as máquinas o prolongam e o completam em termos de conhecimentos que superam o mero acto técnico e repetitivo...

segunda-feira, novembro 09, 2015

*

Tuk Tuk proibidos de entrar nos bairros históricos



quando se fala de turismo sustentado...cidades ecológicas...parques verdes...promoção de cicloturismo...ciclovias...vias verdes...etc..etc...e nos oferecem empresas de turismo massificado com lógicas de transportes à escala de países super-poluentes (evito a tal expressão "terceiro mundo", porque concordo que não existem países de 1ª nem de 2ª...muito menos de 3ª). porém, um mal menor se existirem preocupações ecológicas junto destas geringonças, com motores electricos (penso que é já norma na maior parte)


ainda assim, no pais existem magníficos exemplos de utilização de carroças para passeios turísticos (Campo Maior, Évora...) e porque são modelos extraordinários de modos de vida  sustentáveis...para mim, seria bem mais interessante colocar alguns dos modelos que estão no museu dos coches em circulação? o próprio museu tornar-se num polo de divulgação destes passeios pela encantadora Lisboa...
podia-se inclusive dedicar um dia "ecológico" à cidade e estes circuitos fundamentarem-se com actividades em torno destes meios de transporte...

VITAM AETERNAM


sexta-feira, novembro 06, 2015

quinta-feira, novembro 05, 2015

quarta-feira, novembro 04, 2015

terça-feira, novembro 03, 2015

FOTOGRAFIA...

(Sebastião Salgado)


talvez o mais conceituado fotografo do mundo referiu numa entrevista, quando lhe perguntaram: o que um jovem pode fazer para se tornar num fotografo como ele. 
respondeu:

- vão para a universidade estudar antropologia, sociologia, economia...geopolitica

ao contrário dessas respostas tão viciadas de si mesmas...como: praticar, praticar...tirar muitas fotografias...estudar fotografia...tirar cursos práticos...estudar os mestres...etc..etc...

demonstrou um enorme sentido de "comovisão fotográfica"....