domingo, agosto 23, 2015

FASCINIO PELOS CAMINHOS DE MAU ANDAR


os viajantes vão pelos caminhos de mau andar...

O QUE É IMPOSSÍVEL AOS OLHOS DO HOMEM É POSSÍVEL AOS OLHOS DE DEUS



façam a pergunta a vocês mesmos, onde está Deus nestas complexas construções simbólicas. o que seria se incendiassem todos estes símbolos, ao jeito de um singelo exorcismo colectivo...
as únicas respostas mais pragmáticas que se relacionam com esta imensa trama simbólica...são dementes somatórios de sangue...muito sangue...e Deus nunca olharia de frente para esse sangue. então onde se colocaria Deus? 



terça-feira, agosto 18, 2015

VIOLÊNCIA NO NEOLÍTICO

(Fractura en un cráneo de un niño de 8 años hallado en la fosa comú
CHRISTIAN MEYER. fonte, El Mundo)

*ao contrário da "história efabulada" estas investigações confirmam precisamente o oposto, ou seja, a verdadeira natureza humana...



sábado, agosto 15, 2015

MONFORTINHO. PATRIMÓNIOS GASTRONÓMICOS. FESTA DOS "CAGUETES"


novamente a enérgica comissão de festeiros do bodo de Monfortinho (2015/16) reuniu-se para confraternizar em modo de partilha uma refeição popular e especifica ligada ao ciclo dos cereais (trabalhos colectivos agrícolas) ou seja, um doce frito embebido em mel bastante característico desta região, os "caguetes", como lhe chamam em Monfortinho. Já em P. Garcia, na proximidade, são denominados "ovos da malha". Esta refeição (em alguns casos com enquadramentos e moldes rituais) acontecia normalmente durante o árduo trabalho das malhas de centeio. Alguns antigos malhadores locais referiram que os comiam durante um intervalo da manhã, período ao qual chamavam "a côdea". A sua importância reveste-se de elementos bastante interessantes, em termos locais/regionais, principalmente relacionados com as redes de entre-ajuda, tal como, no caso das casas agrícolas mais abastadas, esta refeição surgia como marcador de algum prestigio.


 com esta iniciativa cultural, assim como outras já realizadas ao longo do calendário, a respectiva comissão de festeiros vai angariando fundos para o bodo que se realiza em Abril. aqui reside precisamente a renovação da dimensão estruturante das festas locais, pois só por esta via de "entre-ajudas" é possível renovar essa identidade local do elemento festivo, mostrar que muito para além dessas "comidas" consagradas em objectos "exóticos", existem pessoas com conhecimentos locais preciosos, com leituras dos seus territórios bastante operativas, opostas às leituras de circunstância, focadas na imagem e na projecção dos aspectos mais espectaculares...

quinta-feira, agosto 13, 2015

ABRIGO PASTORIL MÓVEL


em amiúde este trabalho de "consciencialização patrimonial" muitas vezes associado a pesquisas de "urgência", torna-se frequentemente invisível. ora devido à sua forma discreta de actuação, pautada por procedimentos meticulosos, ora por via de outros entendimentos empíricos. neste caso, depois de devidamente reunidas as condições junto dos proprietários (Sociedade Agrícola do Monte do Peso), este notável abrigo pastoril móvel foi generosamente doado ao Município de Idanha-a-Nova, ficando com este gesto duplamente enriquecido o acervo pastoril  do Centro Cultural Raiano, em particular, e o Concelho em geral. por outro lado, reforça-se também o papel do Município de Idanha-a-Nova  naquilo que tem a ver com as suas responsabilidades, as boas práticas e consequentes procedimentos futuros junto dos seus patrimónios (valorização, partilha, salvaguarda...)

segunda-feira, agosto 10, 2015

TRABALHO DE CAMPO


pormenor de mangual (ou malho) para malhar cereais (centeio). Monfortinho. 2015

nestes dias terei oportunidade de desenvolver mais alguns aspectos que circundam este  arcaico objecto, no sentido de o entender do ponto de vista do presente e da comunidade que o rodeia. sem dúvida, um objecto congregador de memórias do trabalho colectivo agrícola, da entre-ajuda, da competição...

domingo, agosto 09, 2015

POESIA


*este é para mim o cume de toda e qualquer obra poética 

*


Van Der Weyden,The Descent from the Cross (detail) c. 1435

quinta-feira, agosto 06, 2015

terça-feira, agosto 04, 2015

*

...antropologia é...uma das únicas verdadeiras vocações

*claude levi-strauss