quarta-feira, dezembro 31, 2014

segunda-feira, dezembro 29, 2014

KING OF ROCK N' ROLL

ESPALHAR MAGIA...

(Magdalena Ginalska)

*

CORAÇÕES GELADOS...

(moodboard)


que Lázaro jaza estendido na valeta, em frente da casa do homem rico, é coisa ainda mais maravilhosa do que encontrar um icebergue nas Molucas. Contudo, o ricaço, que vive como um czar num palácio onde o gelo se encontra apenas no coração das pessoas, na sua qualidade de presidente de uma sociedade antialcoólica só bebe as tépidas lágrimas dos órfãos.


*h. melville. moby dick, p. 38.

sábado, dezembro 27, 2014

terça-feira, dezembro 23, 2014

*


"veio para o que era Seu e os Seus não O receberam. Ele estava no mundo e o mundo por Ele foi feito e o mundo não O conheceu"
Jo 1, 11.10

segunda-feira, dezembro 22, 2014

sábado, dezembro 20, 2014

PEDRA DOS SONHOS

(45h45)


*
quem sonhar três vezes com esta pedra
será rico e prospero

terça-feira, dezembro 16, 2014

EXPOSIÇÃO: MEMÓRIAS DO CLUBE UNIÃO IDANHENSE. ANTEVISÃO PARA A CELEBRAÇÃO DO CENTENÁRIO (1917-2017)





recomendo uma visita a esta exposição, patente na sede do C.U.I. 



(...)

“A UNIÃO FAZ A FORÇA”
MEMÓRIAS DO CLUBE UNIÃO IDANHENSE
(ANTEVISÃO PARA AS CELEBRAÇÕES DO CENTENÁRIO 1917-2017)



A instituição “operária” Clube União Idanhense é fundada em 17 de Abril de 1917, com os seus alicerces e incentivos bem enraizados no ideário liberal, onde se projetavam esses anseios de fraternidade e de associação. Enquadrado neste contexto histórico, o Clube União Idanhense espelha na sua génese e ao longo de meio século a “instrução” e o acesso à cultura para as classes “operárias” locais, pois tal como defendem os seus estatutos fundacionais, os associados deveriam possuir uma profissão. Pois nos seus espólios convive uma pequena biblioteca que cumpria precisamente essa magna função instrutiva. 
(...)
Da sua riquíssima história associativa e cultural, mediada sempre pela vida social idanhense e seus calendários festivos anuais, destacam-se entre outros momentos, o da sua fundação (1917), a mudança de sede (1932), as consecutivas celebrações anuais dos seus aniversários e as ritualidades do calendário festivo (carnaval, romaria da Sª do Almurtão…), a primeira equipa de futebol sénior (1975), a organização de um “Concurso Pecuário” (1979), a geminação com a vila francesa Vert-le-Grand (comunidade de imigrantes idanhenses), a sua consagração de campeão de futebol sénior da 1ª Divisão Distrital (1999).

IDANHA-A-NOVA: FORUM CULTURAL


seria bom que revisitasse o Quarteto 1111...

segunda-feira, dezembro 15, 2014

quinta-feira, dezembro 11, 2014

NUNCA A MORTE TEVE TANTA EXPRESSÃO...

(auchwitz-birkenau)

penso que ainda hoje é bem difícil classificar qualquer pedra deste sombrio lugar. pesadelo dos pesadelos. inferno de todos infernos. arrepia só pensar que a "nova ordem mundial" parece dar indícios do "retorno aos infernos"...

sexta-feira, novembro 28, 2014

quinta-feira, novembro 27, 2014

*

(lpfm)

que bruxa vai erguer-se do poente branco?

a. rimbaud

terça-feira, novembro 25, 2014

*

(Jürgen hecke)

"a perfeição é uma imperfeição"

(taoism texts)

segunda-feira, novembro 24, 2014

DA NOSSA HORTA ENCANTADA...



tal como o calendário agrícola indica, semeamos os alhos e as ervilhas directamente nos respectivos canteiros. já as alfaces e as cebolas (semente) semeamos em caixas que ficam protegidas no interior da casa (alfobre).

quinta-feira, novembro 20, 2014

GAIA

(joni niemela)

não uma terra fóssil
e sim uma terra cheia de vida

h. thoreau, walden ou a vida nos bosques. p. 336

MÃE...SEMPRE TUDO...


(carl kleiner)

mãe
o dia
jamais será o dia...

quarta-feira, novembro 19, 2014

ARQUITECTURAS PASTORIS

interior de uma choça (coberto vegetal), idanha-a-velha. 2010

de funcionalidade móvel, estas construções inteiramente ecológicas desapareceram completamente das paisagens idanhenses, diluíram-se com o terminar da sua funcionalidade - permanência do pastor e sua famila junto ao rebanho durante as respectivas pastagens. 

terça-feira, novembro 18, 2014

DO SILÊNCIO...SENSORIAL

Senhor dos Passos. Alcafozes. 2014

nestes momentos rituais dedicados à Paixão e Morte de Cristo, as comunidades rurais  inventaram linguagens silenciosas e sensoriais absolutamente enigmáticas, repletas de uma carga simbólica poderosa. recordo como ao entrar nesta capela (Misericórdia) em Alcafozes fui encontrar a imagem do Senhor dos Passos imersa num silêncio carregado de perfumes silvestres (alecrim, flor de giesta). ou seja,  tal como é costume nesta altura, a respectiva capela é ornamentada com estas plantas aromáticas, tornando todo este silêncio em que a "morte" circula, num "momento critico super-sensorial"....

sexta-feira, novembro 14, 2014

quinta-feira, novembro 13, 2014

DOS CAUDAIS INCESSANTES...

(narva)

uma roseira, mesmo
incomparável, cobre tudo com a sua distracção vermelha.
por detrás da noite de pendidas
rosas, a carne é triste e perfeita
como um livro.

*h. helder

quarta-feira, novembro 12, 2014

VOZES DISSONANTES...PARA ARDER

(cristian boian, behance)

"a ressaca da vacina diária inoculada pela ordem econômica, pelo feiticismo da TV e da cultura e pela redentora sociedade de consumo, uma voz dissonante que ponha em causa o cânone da arte, fale de democracia directa, estimule o activista social, crie uma universidade interdisciplinar e de organização anti-autoritária, conteste a fetichização do humano (...) em suma uma voz que tenha uma ideia profundamente diferente da sociedade, parece destinada à indiferença ou ao cómodo desporto da critica"

*beuys, cada homem um artista. p. 27

terça-feira, novembro 11, 2014

IMENSO, DEMASIADO IMENSO....

(hedi xandt)

(...) porque as únicas pessoas autênticas, para mim, são as loucas, as que estão loucas por viver, loucas por falar, loucas por serem salvas, desejosas de tudo ao mesmo tempo, as que não bocejam nem dizem nenhum lugar-comum, mas ardem, ardem como fabulosas grinaldas amarelas de fogo-de-artificio a explodir, semelhantes a aranhas, através das estrelas e, no meio, vê-se o clarão azul a estourar e toda a gente exclama "Aaaah!"

*j. kerouac, on the road. p. 13

segunda-feira, novembro 10, 2014

*SOBRE A BRANCURA

(H. Melville, 1819-1891)

existe um capitulo sobre "a brancura" na obra "Moby Dick", do notável Melville, que é absolutamente belo...

ON THE ROAD


EM EXPOSIÇÃO NO CCR



[artista, Cristina Rodrigues, "mouras vestidas II"]

CICLO DE CINEMA COM TERRA. AGRICULTURA E RURALIDADE


aconteceu durante este fim de semana no CCR (centro cultural raiano), um interessante ciclo de cinema documental dedicado à "terra" (agricultura e ruralidade).

quinta-feira, novembro 06, 2014

PALAVRAS SEMEADAS E COLHIDAS AINDA VERDES...

(hedi xandt's)

não falo para que tu escrevas, Mateus - respondeu Jesus com amargura. Têm razão de vos chamarem galos escrevinhadores. Estais convencidos que o Sol não se ergue se o não chamardes. tenho vontade de pegar nos teus papeis e no teu estilete e lança-los ao fogo!
(...) - Digo uma coisa, vós escreveis outra, e aqueles que vos lêem entendem ainda outra! Falo em cruz, morte, Reino dos Céus, Deus, e que compreendeis vós? Cada um põe nestas palavras sagradas as suas paixões, os seus interesses, aquilo que lhes agrada, e a minha palavra desaparece, a minha alma perde-se. Não posso mais!


*N. Kazantzakis, a última tentação de Cristo. p. 419.

quarta-feira, novembro 05, 2014

NADA É MUITAS VEZES MELHOR QUE TUDO....

(hadeiadel)

perguntaram.me o que queria ser quando crescesse 
respondi que queria ser feliz

j. lennon

*

Frank DuMond, Iris, ca. 1895-1902, oil on canvas
Virginia Museum of Fine Arts


DOCUMENTO HISTORICO

esta mó de uma antiga fábrica de farinha do concelho, é já um documento para a Historia Industrial da Beira Baixa.

terça-feira, novembro 04, 2014

BIBLIOGRAFIAS


DA NOSSA HORTA ENCANTADA

neste último sábado, a novidade que colhemos foram os broculos e os rabanetes, a folhagem destes é uma hortaliça bastante saborosa e rica na sopa ou conjuntamente com ovos. os pimentos estão também bastante viçosos. semeamos os alhos e as ervilhas. 

segunda-feira, novembro 03, 2014

MUSICA


RETRATO DE UM PAÍS

Num país com 4,5 milhões de pessoas empregadas, verifica-se que 52,6% têm apenas o ensino básico, 23,7% completou o secundário e só 23,5% fez uma licenciatura.