quinta-feira, fevereiro 28, 2013

ARQUITECTURAS POPULARES DE IDANHA-A-NOVA

furdões. 2013

estes vestigios materiais ligados à criação de porcos são documentos históricos que nos remetem de forma singular para as lógicas das economias locais, suas estratégias, vivências sociais nos espaços públicos e privados, circuitos e itinerários alimentares, saberes e práticas...

segunda-feira, fevereiro 25, 2013

DAS DEAMBULAÇÔES...



nas minhas deambulações metafisicas pela praia sou quase sempre atraído pelos destroços e pelo magnetismo desse nada/lixo/dejecto. é um processo complexo e de plena criação poética que brota de mim enquanto habitante destes espaços que envolvem os destroços e por sua vez medeiam/dialogam com os meus pensamentos. 

ARQUITECTURAS POPULARES

santiago do cacém. 2013

um palheiro em madeira de planta rectangular para arrumos diversos. localiza-se num  singular complexo agricola em estado de um abandono progressivo.

sábado, fevereiro 23, 2013

PROCURO A MUSICA DE UM SONHO


procuramos nos entardeceres e nas direcções dos passáros, nas imensas sombras, nas estradas solitárias, na chuva, nas conversas sussurradas ao deitar, nos luares claros...

PROCURO A MUSICA DE UM SONHO


escutamos debaixo das pedras, das árvores, das ervas, das águas, das noites...

MEMORIAL À ABOLIÇÃO DA ESCRAVATURA-MARTINICA


(dodovanille)

(le mémorial de l'anse caffard (le diamant-martinica)

interessa perceber que este memorial para além de celebrar a abolição da escravatura, comemora/ritualiza também as comunidades locais o naufrágio de um barco que transportava pessoas obrigadas à escravidão (penso que se torna mais verosimil referir que eram pessoas obrigadas à escravidão do que essencializar a categoria de escravo).




quarta-feira, fevereiro 20, 2013

segunda-feira, fevereiro 18, 2013

ARQUITECTURAS POPULARES DE IDANHA-A-NOVA

aqui está um singular exemplo de uma das muitas casas construidas sobre afloramentos graniticos. por estas particularidades e outras já aqui referidas torna-se imprescindivel tirarmos verdadeiras lições destes documentos na paisagem urbana, tal como seria de igual importância uma nova pedagogia do olhar...

ARQUITECTURAS POPULARES DE IDANHA-A-NOVA

interior de um velho pombal em ruinas situado nas imediações desta vila. 

domingo, fevereiro 17, 2013

ARQUITECTURAS POPULARES DE IDANHA-A-NOVA


um olhar em jeito de passeio por uma antiga rua situada no "alto ferreiro" em idanha a nova, onde é possivel admirar estas pequenas casas populares em granito. interessam esses elementos sociais, culturais e economicos que as caracterizam e as ligam a essas expressões vincadamente locais: clima, natureza do solo e paisagem humana. assentes por vezes em afloramentos graniticos, formando construções fechadas, escuras, terreos, rectangulares, com a pedra à vista onde frequentemente apenas as guarnições das portas e janelas são caiadas. 

sábado, fevereiro 16, 2013

A ODISSEIA DE UM ASTEROIDE...

(aljazeera)

o que é o universo?
-uma luta entre o nada e qualquer coisa.

*camilo castelo branco, o penitente, p. 162.

sexta-feira, fevereiro 15, 2013

MEMÓRIAS IDANHENSES

nesta imagem vê-se o emblemático e centenário vinhático que não sobreviveu a este incompreendido projecto urbanistico de requalificação do antigo jardim público idanhense. ficou nas memórias colectivas para quem em torno desta árvore conviveu. tenho recordações de infância de a observar e trepar com espanto pela dimensão desmesurada dos seus troncos. tal como das extraordinárias brincadeiras sob a sua refrescante sombra nos verões escaldantes. penso que este espaço em termos de congregação social talvez tenha sido o mais frequentado e partilhado desta vila. 

PENSAMENTOS CAMINHADOS

(katie scott)


quarta-feira, fevereiro 13, 2013

TURISMO ALIMENTAR: A LAMPREIA E A PERDIZ


*este é um trabalho partilhado entre os antropólogos Vasco Teixeira e Nuno Ribeiro onde são abordadas duas especies alimentares - a lampreia e a perdiz - que devido às novas reconfigurações patrimoniais e identitárias se colocam com algum destaque no centro de vários discursos de valorização turistica (local e nacional). Salienta-se nesta etnografia multi-situada (pela proximidade afectiva e geográfica) o "olhar" do Vasco Teixeira sobre os processos de emblematização da perdiz ligados ao território do concelho de idanha-a-nova.

The lamprey and the partridge: a multi-sited ethnography of food tourism as an agent of preservation and disfigurement in Central Portugal

Abstract

This article discusses the impacts food tourism has had on traditional foodstuffs and foodways in two separate regions in Central Portugal. Following a multi-sited ethnographic approach, ethnographic and documental data from the regions of Baixo Mondego and Beira Interior Sul pertaining to tourism impacts on local foodstuffs and foodways were collected and analyzed over the course of several years (2003–2012). Dishes representative of the culinary traditions of the two regions under study (lamprey rice and pickled partridge) were used as metaphors of the cultural transformative power of tourism fluxes over local food systems. Findings point towards a dual influence of tourism development on traditional processes of food preparation and consumption. In Baixo Mondego, the impact of tourism development on food practices associated with the lamprey led to a retrenchment and revitalization of traditional means of capture, preparation, and consumption among the local and visiting populations. In Beira Interior Sul, however, the tourism-related mediatic prominence of the partridge exacerbated the uneven distribution of local foodstuffs and led to angry disputes between localities vying for increased numbers of tourists and revenue. Implications of these findings in light of existing literature on cultural heritage and food tourism are discussed.


ILUSÃO

(imgur)

absolutamente genial...

domingo, fevereiro 10, 2013

TEMPO DE ENTRUDO

(santiago caruso)


ainda não cheguei a perceber (secalhar ninguém percebe) o fim institucional do feriado de carnaval. afinal, para além de se anular um remoto dia que faz parte de um calendário religioso, está-se também a banalizar todas as lógicas possiveis de valorização patrimonial que a este calendário estão associadas à séculos (Quaresma, Páscoa). assim o reforça julio baroja, um dos mais notáveis estudiosos do carnaval:

porque o carnaval (nosso carnaval), queira-se ou não, é um filho (ainda que seja prodigo) do cristianismo; melhor dizendo, sem a ideia da Queresma (Quadragesima), não existiria na forma concreta em que existiu desde datas escuras da Idade Média europeia.

*julio baroja, el carnaval. p. 31

sábado, fevereiro 09, 2013

PATRIMÓNIOS DO SUL

beja. 2013

é sempre no espanto da constituição de novos olhares para a diversidade cultural que um país se reconhece enquanto país. 

segunda-feira, fevereiro 04, 2013