quarta-feira, outubro 30, 2013

LOU REED,,,


foi com alguma emoção que ouvi a noticia da partida de L.R. , surgiram-me memórias avulsas de um concerto espantoso na abertura da expo-lisboa. ecos nocturnos dos tão amados velvet....e assim os meus pontos cardeais musicais se vão imortalizando...*thanks a lot LOU....

PELO TEMPO FORA....

*

DA PASSAGEM DO TEMPO...

*

domingo, outubro 27, 2013

MAS...DE PÉ

é nessa transparência liquida
de uns olhos abertos para as cores
escancarados na totalidade
para poderem pelo menos respirar
da mecânica da tarde de domingo
ainda enquanto os olhos se inspiram
a noite acende-se por dentro
acende-se para voltar a apagar-se           novamente
*eddy chambino

sexta-feira, outubro 18, 2013

terça-feira, outubro 15, 2013

DIÁRIO DO HORTICULTOR

iniciei o ciclo produtivo na nossa horta. os primeiros trabalhos são dirigidos fundamentalmente para a terra: remover os restos de ervas daninhas, dividir o terreno por parcelas (rectângulos com cerca de 1, 50 cm/1, 80 cm), subdividir estas parcelas em duas (cerca de 60 cm) e cavar uma primeira à profundidade de uma pá (aliás a pá é a ferramenta principal) e enterrar as ervas e folhas secas e com a terra da segunda parcela voltar a enterrar (virar bem a terra).... no fundo a ideia é nutrir muito bem terra....

domingo, outubro 13, 2013

A MÂO NO FRUTO

a Fiama Jasmim toca no fruto verde. acaricia as texturas e sorri....

sexta-feira, outubro 11, 2013

HISTÓRIAS SIMPLES

ao entardecer pelo caminho estreito deixar-me levar pela luz e pelo som das folhas secas...

quinta-feira, outubro 10, 2013

HISTÓRIAS SIMPLES

percorrer com proximidade os ares ligeiros e ouvir os latidos longínquos no final da tarde de outono...

terça-feira, outubro 08, 2013

ITINERÁRIOS DO POENTE

 
*poente

ORA ESSAS COMBUSTÕES OUTONAIS...

é nos olhos dignos de astros que batem essas combustões verdes-amarelas-laranjas-rosas outonais.

domingo, outubro 06, 2013

FOTOGRAFIA...

(stanko abadzik)
 
sempre com os mistérios das coisas e dos seres...
 
f. pessoa

HÁ SEMPRE UMA GARRAFA PARA BEBER E UMA MULHER PARA AMAR...

DA VIDA DAS COISAS...


são assim as vidas das coisas. ora efémeras e votadas ao desaparecimento... ora reutilizadas em prol de diversos usos, alguns completamente antagónicos aos originais. talvez seja mesmo uma enorme lição para o olhar de tantos especialistas que teimam em ver apenas o que lhes convém e não as infinitas possibilidades que apresentam as "coisas" do passado ora reutilizadas ora esquecidas....

CARAMBA...O POETA DO ROCK QUE NUNCA GANHARÁ O TAL MERECIDO NOBEL DA LITERATURA....

quinta-feira, outubro 03, 2013

quarta-feira, outubro 02, 2013

A CINTILAR...


junto à estrada solitária, a cintilar....cintilar....

HISTÓRIAS SIMPLES...

*encontrar um rebanho na estrada e segui-lo em marcha lenta...