domingo, abril 28, 2013

FIAMA, EIS O MUNDO...


oh meu Deus, quantas sarças te posso agradecer e acender em favor de tamanha poesia de alma e de coração...faz-me chegar se possivel a extrema humildade....

sábado, abril 27, 2013

A VIA DOLOROSA

  
(humus.livejournal)

esta rua em Jerusalém, conhecida pela via dolorosa, pelo facto de ter sido por esta que Cristo carregou a cruz até ao Monte Golgóta, continua a assinalar esses trânsitos simbólicos  dor ao longo de séculos...

quarta-feira, abril 24, 2013

CELEBRAÇÃO DA CULTURA PASTORIL


a prática da ancestral transumância que estruturava a mobilidade de rebanhos e pastores entre os territórios da serra da estrela e as campanhas da idanha, extingui-se, tal como a maioria das práticas relativas aos modos de pastoreio tradicional. daí esta festividade inscrever-se numa celebração/homenagem à cultura pastoril no geral e de uma forma mais difusa, aos estruturais eixos  que ligavam os territórios serranos às campanhas da Idanha, em particular as terras de gados do rosmaninhal.

*Num destes dias debruçar-me-ei sobre este projecto.

terça-feira, abril 23, 2013

CELEBRAÇÃO DO LIVRO

(qta3)

este é o dia em que se celebra (pelo menos era suposto celebrar-se nas terras da raia) por todos os lugares a magia dos livros, dos saberes e da imaginação humana. a mim fascinam-me as leituras a qualquer hora, em qualquer lugar. mas é com a noite, durante aquele silêncio claro que tudo se disseca no livro(s). ora quando chove intensamente, ora quando o vento me traz o exótico e intenso perfume de uma laranjeira. repetidas vezes uma estranha força mágica engole-me até ao imaculado clarear da manhã... lembro-me sempre do grande feitiçeiro José Luis Borges:


por vezes à noite há um rosto
que nos olha do fundo de um espelho
e a arte deve ser como esse espelho
que nos mostra o nosso proprio rosto


segunda-feira, abril 22, 2013

domingo, abril 21, 2013

quinta-feira, abril 18, 2013

UMA OFERTA DO POETA DA BEIRA BAIXA


recebi esta preciosidade do poeta da beira baixa, Dr. António Salvado. e como a melhor e a mais honesta forma de agradecer é lê-lo, partilho destas "águas cristalinas":

semana santa

cada gota de sangue
que escorre do teu corpo lacerado
e na calçada rude se derrama,
quero eu bebê-la: pecador contrito à procura da paz enevoada,
da tua morte  algoz arrependido.

ah não poder lançar mão à cruz
que sereno carregas
sem um sussurro, um mínimo ruído,
e ajudar-Te, Senhor: tu que és ajuda
e que até mim quiseste
chegar como um irmão de que preciso.

nos meus ombros julgar o Teu suplicio
de nada vale à remissão da falta
há quanto cometida.
flagelo o coração, o pensamento,
e a muda confiança me agasalha
de que os teus olhos     sobre mim se estendem.

e nesta pequenez de bicho inútil,
beijo o Teu sangue na calçada rude
à espera     comovido,
que tu, feita a missão por que vieste,
em Tua glória imensa     sempiterna,
com Teu corpo    a minh'alma ressuscites.


REALIDADES PARALELAS


***

quinta-feira, abril 11, 2013

RUAS DE IDANHA-A-NOVA



a proposito da aproximação da efeméride desta singular romaria: a ampla rua da Senhora do Almurtão que é hoje a artéria principal de acesso ao centro histórico e religioso desta vila. 

quarta-feira, abril 10, 2013

A NOITE BEIRÃ

cai um nevoeiro que faz das pedras vultos sombrios e solitários e as árvores já em flôr talvez sejam o único sopro numa noite destas...

domingo, abril 07, 2013

DOS SUPER-EGOÍSMOS...

(haveaniceday)


um desabafo de um amigo e colega de trabalho sobre alguns tiques de "novo-riquismo" que fazem soar algumas campainhas:

- digo a saudação a muitos colegas nossos mas eles viram-me a cara, não sei se é por trabalhar no lixo!!!

*acredito que isto seja cada vez mais norma de um super-egocentrismo desenfreado e interesseiro que tende a confundir tudo em números redondos em vez de pessoas e companheirismos...

"os últimos serão primeiros e os primeiros, últimos"

mateus, 20:16



sexta-feira, abril 05, 2013

RUAS DE IDANHA-A-NOVA


a rua da carreira, pelo seu toponimo, configuração urbanistica e documentação histórica, foi em tempos uma das artérias principais da vila de Idanha-a-Nova. partindo esta da rua do ribeirinho, entroncando com a rua da serrana, prosseguindo num arruamento simétrico no acesso aos históricos bairros dos pendiricão, alto ferreiro e louceiros. no topo desta rua, na minha opinião, está localizado um dos pátios-jardim mais admiráveis e perfumados da vila: o pequeno e magnifico jardim que dá acesso a este magnifico prédio urbano (casa dos Sarafanas).

COMO TE RODEIO SEMPRE DE LIRIOS MÃE...


um livro manual que fiz e que me enche as profundezas do coração...

quarta-feira, abril 03, 2013

***

(boyhood)

o mundo não quer originalidade (...) quer conformismo, escravos...

*h. miller

segunda-feira, abril 01, 2013

TAL COMO SINTO...



nas direcções das águas onde os frutos esperam...
*o amor tudo suporta...

LONGE DOS "BONS" ESTUPORES...


nós, os extremados e exarcebados poetas da nossa princesa mil vezes amada, deambulamos pelas chuvas intensas primaveris com o espirito repleto de perfumes renovados de aromas silvestres. mas como a inveja é tão agressiva e multiplicada mandibula-escaravelho, fugimos a sete-mil--pés dessa seiva venenosa-amarga-corrosiva....