quinta-feira, dezembro 26, 2013

REVISTA ALDRABA. ANTÓNIO MARTINS, O PASTOR-ARTISTA DE IDANHA-A-NOVA



publiquei recentemente um pequeno artigo na revista Aldraba em jeito de homenagem ao pastor-artista António Martins "Cacarne". Temos que unir esforços para partilhar e valorizar o seu notável património pastoril.

*a propósito da revista, conheça a associação que lhe dá voz http://aldrabaassociacao.blogspot.pt/

quinta-feira, dezembro 19, 2013

RUAS DE IDANHA (DEZEMBRO)


rua vaz preto (antiga rua da corredoura). uma das artérias principais da vila.

quinta-feira, dezembro 12, 2013

PELO OUTONO...

*cor, intensidade e diversidade de aromas silvestres, sonoridades, sensações espirituais, contactos, sabores (olfato e ouvido, esses sentidos mais próximos da alma)...a natureza, na sua forma vivencial prolongada, participa intensamente na transformação dos sentidos, o resto são palavras ou imagens electrónicas..

domingo, dezembro 08, 2013

QUEM SÃO OS AMIGOS?


invasão, saque, morte, devastação, destruição, embuste, fome, ....tudo em prole do sempre diabólico, camuflado, camaleónico deus-petróleo...ainda assim com tamanha milionária campanha jornalística, tudo ficou deveras pior, pelo menos para as infelizes gerações posteriores à incalculável barbárie.

sábado, dezembro 07, 2013

DO TRISTE FADO...

(tumblr)
 
num tempo em que os progressos tecnológicos se vão esbatendo em equações de difícil explicação, pelo menos sob a perspectiva civilizacional, pois ninguém previa que um dos maiores atrasos para a sociedade portuguesa (e quiçá ibérica) recai-se precisamente e cirurgicamente na direção das reformas...que em golpe de magia obscura vão sendo  (re)ajustadas e negociadas mediante interesses economistas desconhecidos...

terça-feira, dezembro 03, 2013

DO TEMPO DE CRESCER...

a nossa admirável princesa Fiama Jasmim cresce...cresce...

segunda-feira, dezembro 02, 2013

*

(p. nidzgorsky)

*os caminhos de Deus na Natureza, tal como na Providência, não são os nossos caminhos; nem os modelos que nós construímos são de modo algum comparáveis à vastidão, à profundeza e à impenetrabilidade das Suas obras, que contêm em si uma profundidade maior que o poço de Demócrito* 
 
*Joseph Glanvill

domingo, dezembro 01, 2013

NIGER, UM TERRITÓRIO INSÓLITO

(msf photo)

fome, guerras, pragas...fazem deste território africano um dos lugares mais insólitos do planeta...