terça-feira, janeiro 11, 2011

SEGURA, NO INTERIOR DE UMA MINA

minas, Segura, 2011.

entrar no interior da terra e percorrer com a parca luz de uma lanterna estes meandros do desconhecido, sentir esse odor quente tão caracteristico destes lugares, faz parte dessa singular experiência do que é fazer uma etnografia sobre estes lugares subterraneos e dos seus actores. existe todo um conhecimento, um "saber-fazer" técnico associado à exploração dos diversos minérios, nomenclaturas, orientações, cartografias, escolhas, ritmos...que devem, com toda a urgência, ser registados e salvaguardados.

2 comentários:

Sociedad de Diletantes, S.L. y Casilda García Archilla disse...

Eddy: me acordé de ti cuando vi esto:

http://sociedaddediletantes.blogspot.com/2011/01/un-instrumento-encontrado.html

(perdona el spam)

Eddy Nelson disse...

muchas gracias casilda..