sexta-feira, julho 22, 2011

EM TORNO DA EXPOSIÇÃO "QUANDO A GENTE ANDAVA AO MENÉRIO"

idanha-a-nova, estaleiro municipal, 2011.

cap. II

depois dos devidos acordos deslocamo-nos num transporte do municipio para carregar e transportar o respectivo chassis para o estaleiro municipal. nesta viagem esteve presente um dos serralheiros principais do municipio (Sr. Abilio Carreiro). o proposito seria avaliar mediante o seu olhar especializado a possibilidade de elaborar/criar uma das peças que estava em falta na vagoneta, a respectiva caixa. já no estaleiro, o sr. abílio iniciou o talentoso trabalho de criar uma caixa a partir do modelo que foi possibilitado e visualizado no terreno de proveniência do chassis (muito em breve, este "terreno" também será trazido para este espaço de partilhas). aqui, no espaço do estaleiro municipal (que me traz infímas memórias do labor do meu pai) iniciamos outros trabalhos, ou seja, aqueles que um serralheiro desenvolve no espaço da sua oficina. com esta dinâmica gerada por um velho chassis de uma vagoneta mineira e sempre em seu redor, já estavamos a documentar o importante labor deste serralheiro especializado, algumas das suas aprendizagens e histórias de vida, assim como o seu espaço de trabalho e o seu lugar dentro da instituição.

2 comentários:

Nathy Costa disse...

o seu blog e otimo

parabens

dê uma olhada
http://paraneura.blogspot.com/ no meu bjos

Eddy Nelson disse...

obrigado pela visita e pela "dica".

saudações