quinta-feira, fevereiro 04, 2010

(dave mckean)



trabalhar a sonoridade dos quotidianos é quanto a mim fulcral.

1 comentário:

as-nunes disse...

Boa tarde, Eddy Nelson

Não há dúvida que estes seus temas são inauditos.

Deixam-nos a pensar...